tascanight.blogspot.com               " Conversas sem ferrolho !!!? "                         Deseja boas vindas ao visitante                         Passe um momento agradável na nossa companhia   

" Conversas sem ferrolho !!!? ": Dezembro 2006 *
***********************************************************
* * « EM SITUAÇÃO DE INCENDIO LIGUE 112 ou 117 . Ajude a protejer . » *
***********************************************************
Anúncio sem fins lucrativos , é o café da malta .
*
* SmileyCentral.com " Click aqui para mais informações " SmileyCentral.com
" Como lá chegar "
*
***********************************************************
*
. . * O tempo. Avisos da Protecção civil. Conselhos a seguir. *
* Previsões para os próximos dias *

***********************************************************

Porque pode acontecer a todos nós .

.

Telefone: 282 405 400

e-mail: dic.portimao@pj.pt

***********************************************************

. .
***********************************************************
" agloco " regista-te clica aqui .
***********************************************************

.

-  Edição de 29 dezembro, 2006 -

 

Adeus 2006 ...

.
.





Um Bom Ano 2007 ..
.

***********************************************************

.

-  Edição de 27 dezembro, 2006 -

 

" Perder alguém ... "

.
.
......É nesta época do ano ( especialmente ), quando todos nos juntamos para festejar , celebrar ou por e simplesmente confraternizar , que nos vem á memória os que já não constam entre nós ... Note-se que não pretendo dizer que é só nesta quadra , mas acontece em particular .
Com este post pretendo reforçar , talvez ( se me é permitido ) , um post de um novo visitante desta minha página , de seu nome ( o post ) "
Chovia " . Algo que quando se lê , provoca uma ignição de sentimentos , sensações e principalmente saudade ... mas não pretendo ser recalcante , nem evocar ou repetir o já escrito . Apetece-me sim , divagar , vaguear ... com todo este jogo de palavras , que fermenta sentimento .

... de facto é duro perder alguém , alguém que faz parte de nós , da nossa vida . Deixam sempre um vazio , dor , nostalgia ... Por vezes costumo pensar , e isto acontece quase sempre em noites de verão no Alentejo , quando contemplo as estrelas , um firmamento límpido , cheio de pontinhos luminosos intermitentes , incandescentes ... : " Eu sou um pouco de todos os que me rodeiam , tantos , que me perco na contagem , tal como me perco a contar os pontinhos brilhantes no céu escuro que me cobre ... Eu sou uma flor , em que cada pétala é uma pessoa , que quando perdida fico sem ela , e em cada que perco morro também . E quando todas se forem , triste final me acontece ... Portanto espero num futuro muito longinquo , se isso me acontecer e se lá chegar , que " morra também ", porque já não nada sou ... " .
Isto é desejar vida longa a todos os que me rodeiam ,porque , quem é que deseja a morte ?

***********************************************************

.

-  Edição de 23 dezembro, 2006 -

 

« BOAS FESTAS »

.
.


***********************************************************

.  

Santo António dos Cavaleiros .

.Um presente da Srª Presidente .
.







Como não podia deixar de ser , aqui estão fotos da nossa maravilha urbana , e tal como manda o cardápio ..
.
Exmª Srª Presidente muito obrigado . E Boas Festas a todos os elementos da junta de freguesia .


***********************************************************

.

-  Edição de 21 dezembro, 2006 -

 

As conversas com a Dª. Rosa

......
.... Mais um relato com um pouco de ficção á mistura , sobre as peripécias , num centro de reabilitação física que frequento .
..
..
- .... Olhe , escreva lá que quero ser aumentada .Isto cada vez está pior .... É cinco na primeira hora e quatro nas restantes , não consigo chegar a todo lado , fico doida . ( Diz a Dª. Rosa com ar de cansaço , ao que acrescenta com indignação . ) - Já trago pessoas em atraso das horas anteriores , isto não pode ser !!
- Tenha calma ... vai ver que a seu tempo tudo se compõe. ( digo eu para a confortar .)
Depois de tudo preparado ,sai apressada para mais um ritual , noutro gabinete . Eu fico a pensar : Isto deve ser dose . A maior parte são velhos , cada um com os seus problemas e manias ( Ai que não me consigo mexer ; Aí dói muito ; Ai que me partes um braço ; Ai que me arrancas a cabeça ... ) , alguns malandros , outros traquinas e outros parvos ...Chiça ,que é preciso ter uns fígados do cacete . Nós sabemos como são as pessoas idosas , umas muito meigas e carinhosas , mas há outras que passam o red line . Vai lá vai ....
Entretanto regressa mais calma .
- Ai meu deus , já acalmaram todos , vá lá agora um pouquinho de sossego .É demais . ( Diz ela exausta , e continua ) - Se isto fosse sempre assim , davam comigo em doida .
Depois de constatar que estava tudo bem comigo , começa a preparar a fase seguinte , para adiantar serviço e vai dizendo .
- Não tarda nada estão-me a chamar , você vai ver .( Enquanto isso olha para o relógio para se localizar no tempo ).
Dai a nada , do fundo do corredor chamam-na outra vez .
-Rosa , filha vem cá .... isto está muito quente , assim fico assada ... ( Diz uma das velhotas )
-Já vou a caminho Dª Ilda . ( Responde ela enquanto me diz) : - Eu não disse , chego lá e não é nada , é só para conversar , a máquina nem está ligada, não está ainda no tempo . Valha-me nossa senhora .
E torna a sair rapidamente . Entretanto já a estavam a chamar de outro gabinete
- Dª Rosa quando puder passe por aqui .( Ouve-se algures ).
-Ai Santa Rosa , Santa Rosa , vocês acabam com ela .( diz a Dª Rosa na brincadeira )
-Anda lá Rosa ... chegas lá já está empolada .( Ouve-se alguém a dizer com risos a acompanhar ).
Eu acabei o tratamento e sai desejando um resto de um bom dia a todos e paciência á Dª Rosa, ao que ela respondeu :
- Amanhã trago uns tampões ...( Diz ela rindo ).
- Vê lá onde os metes , trocada como andas ... (Diz alguém do meio do corredor a rir ).
-Se tiveres tempo .( Ouve-se algures e todos rimos um bom bocado )
.
Bem amanhã há mais .

Dª Rosa , não se esqueça de comentar .Um óptimo Natal para si e para todos os seus familiares , são os meus sinceros desejos .


***********************************************************

.

-  Edição de 15 dezembro, 2006 -

 

« São dois Trifene 200 , por favor .»

.
...........Isto no Hipermercado ..
.
.....Estava eu na fila para pagar as parcas compras que fizera ( coisas pessoais , essenciais ) , tendo á minha frente um casal com três filhos , uma pequenita de colo aparentando ter um ano e meio dois anos , dois traquinas de levar pela mão, mas um deles mais crescido , e com dois carros carregados de compras até ao gargalo . Estão a imaginar , nesta época do ano , não é ?? É filas intermináveis , onde qualquer uma é boa para pagar . Bem , o catraio mais pequenito , fazia uma birra de todo o tamanho , porque queria um brinquedo e não tinham passado na secção dos mesmos ( imagino porquê ), o puto estava mesmo chateado , chorava e gritava que nem um perdido . A senhora colocava as compras no tapete da caixa e a pequenita tentava ajudar , tendo a mãe de quando em vez tirar-lhe qualquer coisa da mão , ao que a bébé chorava , e bumba lá vai xupeta para a calar, que ela deitava logo fora e reiniciando o ritual , o traquina mais crescidote tentava auxiliar o pai a colocar as compras nos sacos , é claro que só atrapalhava . O que fazia a birra , de vez em quando ouvia um raspanete e a marcha continuava . Até que nas compras , surge qualquer coisa com um dos preços e o tapete para , e espera-se por uma assistente , entretanto chamada ao local . O assunto é resolvido rápidamente , felizmente . Enquanto isso a algazarra familiar continuava , chora daqui , grita dali , mais uns raspanetes á mistura , etc. e tal . Eis que a menina da caixa inicia a marcha e catrapás , quando o tapete arranca , o monte da carga cedeu e uma garrafa de azeite que estava na ponta estampa-se contra o chão . Bem isto não pode estar a acontecer . É toda a gente a desviar-se , é chamada uma equipa de resgate e o circo continua . Vidros aqui , azeite ali , as crianças que querem ver o espectáculo e os pais que não deixam . Mais uma zaragata .
A senhora coitada olhava para mim e ao mesmo tempo que bufava encolhia os ombros ...
Bem , foi dose .
Entretanto , após alguma espera, lá consegui sair do local .

***********************************************************

.

-  Edição de 13 dezembro, 2006 -

 

" Eis algo que hoje me deixou feliz . "

.
Hoje fui á caixa do correio e tinha lá um envelope " só " para mim. Só para mim , mas que eu quero partilhar com todos vós . Assim seja .
Eu conto como tudo aconteceu :
" No inicio deste ano ( não me recordo do mês ao certo ) , depois de mais um dia de escola , a minha filha regressa, trazendo consigo , uma folhinha muito dobradinha e que a professora também dera a todos os meninos . Junto com a entrega começa por me perguntar se eu cria ajudar um menino . E eu reticente respondo que sim ." - Então abre a folha " (disse-me ela) , eu assim fiz . O papel era sobre um menino que tinha problemas graves de saúde e que precisava de uma medula óssea , questionando se eu estava interessado em participar numa campanha de dadores de medula óssea com a data e local onde me dirigir . Após ter pesquisado sobre o assunto , decidi ser solidário . "
Hoje na caixa do correio estava um envelope com este cartão de boas festas .
.
........ " CEDACE "



.

***********************************************************

.

-  Edição de 11 dezembro, 2006 -

 

Que belo presente .

.
.
........." A ironia do destino "

......Ora , estava eu á janela de minha casa , a apanhar um pouco do ar fresco da manhã , quando surge na relva do parque infantil uma bela donzela a dar o passeio matinal ao seu lindo biju de estimação . A senhora toda empinocada ( trajada com uma dessas fardas tipo hospedeira da aviação civil ) , solta o belo do animal , que corre pela relva que nem um desvairado . Coitado , assumiu o mandato de soltura na integra , correu , correu , correu ... e a dona apreciava o bicharouco cumprindo o seu ritual matinal . Quando vai dai , o biju entra em tentação e vai aliviar precisamente no meio do passeio , postando um real presente de todo o tamanho , mesmo ali á vista de toda a gente . A espampanante dona ignora por completo a situação , olhando despercebidamente para todo o lado menos para onde devia , pelo que , o cão abala novamente a fugir endiabrado pela relva do parque e ela nada faz , ficando ali o dejecto á mercê de quem passar . A senhora continua a acompanhar brinquedo de estimação , quando se junta á festa outra fera . Esta mais corpulenta e sempre pela trela , que também deposita no passeio o seu embrulho , tendo a dona cívicamente e tal como manda as regras da higiene e boa educação , tirado do bolso do casaco um saco de plástico , e com qual apanhou o dito cujo .
Entretanto , o biju da primeira senhora decide testar a paciência do segundo , provocando um alvoroço de cães logo de manhã , era ladrar e ganir que até arrepiava , até que as donas conseguiram separar os exemplares de raça canina . A senhora da farda , irritadíssima com o seu animal , agarra no mesmo e coloca-lhe a trela . Dirigindo-se apressada para casa , sempre a desancar no coitado do bicho , não repara no chão e acontece o inevitável , apresenta uma valente pisadela no belo do presente que minutos antes a sua fera fizera e que ela tinha ignorado , ficando com o elegante sapatinho da farda todo barrado daquilo que nós sabemos . Pelo que ainda consegui ver , porque depois perdia de vista , a marquesa insurgiu-se contra os deuses do Olimpo , tendo-lhe saído uns quantos raios e coriscos ..
Eu cá de dentro ri , pois ri , não pelo azar mas pelo destino . .

Fiquem-se com esta que eu já venho .

***********************************************************

.

-  Edição de 09 dezembro, 2006 -

 

BORDA D' ÁGUA

O VERDADEIRO ALMANAQUE JÁ ESTÁ Á VENDA .
Esta edição tem algumas net moradas de grande interesse .

***********************************************************

.

-  Edição de 08 dezembro, 2006 -

 

Quem tirou a cadeira ???

Tem direito a sumo de laranja .



" Click aqui para ver o video "

***********************************************************

.

-  Edição de 07 dezembro, 2006 -

 

Isto já não dá nada ...

.



Três velhotes reformados que se juntam no quiósque do bairro.Impedidos de jogarem a habitual partidinha de dómino na mesa de merendas do parque infantil,devido ao estado do tempo , conversam animadamente para matar o tempo . . .
( Para facilitar a identificação dos intervenientes , vou-lhes dar nome :
o " baixo " ; o das " barbas" e o " malandreco " . )
.
.
...
- He pá , hoje está mais frio !!. ( Diz o " baixo ", enquanto esfrega as mãos e bate com os pés no chão .)
- Hoje tá , tá mais agreste ... ( Diz o das " barbas ", a olhar para o céu . )
-Senti logo nos ossos ontem á noite , isto deu logo sinal . ( E prossegue o " baixo " ainda a esfregar as mãos. ) - Parece que é para continuar.
- Sempre tenho de ir comprar um aquecedor , a Maria já me avisou , o outro já se foi . Ahh, também já tem quase vinte anos . ( diz o das " barbas " .)
- Vinte anos !! Isso já está assim á tanto tempo . ( Diz o " malandreco )
- Ao principio era raro usar , mas sabes como são as mulheres ... ( Responde o das " barbas " .)
- Nã , lá em casa não entra nada disso . Isso é meio caminho andado p'rá desculpa igual á da dor de cabeça. ( insiste o malandreco , enquanto vai lendo as gordas nos jornais pendurados .)
-Tásse mesmo a ver que andas sempre em mangas de camisa ! Esse casaco é só porque é moda . ( diz o " baixo " em tom de provocação .)
- Não , este casaco tenho dó que lhe entre a traça e é a falta de espaço no guarda-fatos , tão lá mais . ( Responde o "barbas " na vez do " malandreco " em jeitos de gozo .)
- Não sou eu que uso aquecedores . ( retorquío o "malandreco ". )
- Pois é , não sabes o que perdes . Aquilo , a gente chega com as canelas frias , senta-se ao lado da Maria no sofá , ali com o aquecedor mesmo a jeitos . A coisa começa a aquecer , e acabamos por descutir, porque ela quer ver a novela . ( Diz o das " barbas " , o que arranca da plateia risos e gargalhadas .) ...
.
Bem , eu deixo a história por aqui ,porque não houvi mais , tive quer ir á vida .

***********************************************************

.

-  Edição de 06 dezembro, 2006 -

 

« Hoje têm direito a duas »

.
.
" Dizem que é fantasma "
.
."..........".Uma curta metragem portuguesa , rodada em Sintra ... "

. Para informações sobre o autor e o filme consulte o Nº 717 da resvista Visão .

... O que se pode fazer com custos reduzidos !!!!

.
" A curva "

" Click aqui para ver o video "

***********************************************************

.  

SALTEADAS

.
.
Este mini texto é composto por frases retiradas de anúcios de televisão .
. .
.
É pá cum catano . .............................................PT comunicações
Precisa de mais gás na sua vida? ...................Capital mais
Satisfaz um desejo de requinte.......................Ferrero rocher
- Com a breca o que se passou a seguir ,
não lembra ao careca!! -..................................Ecoponto
É irresistivel .....................................................Corpos danone
Ser fã da vizinha.
............................................C.G.D.
Niguém nos apanha. ........................................Net Cabo
Tu sabes o que é bom .....................................Kinder Bueno
Não , não me apetece mais. ...........................Adágio
Quando adiro a uma coisa gosto de pagar....PT comunicações

***********************************************************

.

-  Edição de 04 dezembro, 2006 -

 

" Música no coração "



......Este último domingo foi dedicado á arte de representar . Desde o " kiss kiss " que não ia ao teatro . Sob a égide dos festejos do aniversário da minha sogra , o clã decidiu-se pelas artes . Uma forma diferente de apontar a data . Quando soube que a peça era " Música no coração " , torci o nariz ( confesso que teatro musical não fazia o meu estilo e nunca fui grande adepto do filme ) , mas para não fugir ao espírito da data , decidi ir .
Depois do ponto de encontro , fomos até ao Politeama , local onde se encontra em cena a dita peça . Nas redondezas da referida sala de espectáculos cumprimos o ritual da compra das castanhas , com muito fumo á mistura e uns escaldões nos dedos . De seguida dirigimo-nos ao assunto . Após termos passado a entrada encontramos Filipe La Féria num balcão a dar dedicatórias nos guias da peça , ao que ele dedicou á minha filha o livrinho em que eu lhe disse que depois faria a critica no meu blog .
Já instalados , registe-se o local muito bem escolhido pela minha cunhada , soa o sinal de inicio de espectáculo . Uma bonita imagem das freiras a cantar junto ao enorme portão de ferro do convento (não vou contar a peça toda como devem calcular) . A peça vai desenrolando e eu vou registando as minhas impressões . Inconscientemente vou mudando a minha opinião sobre o teatro musical , tendo ficado admirado com o excelente cenário da peça ( num espaço tão reduzido ) , um guarda roupa muito bem elaborado com todos os acessórios ( adereços ) á altura , destaque-se o reluzente Mercedes da época .
........O desempenho dos actores foi sublime em que o amor pela arte foi notório , incluindo as crianças que deram um brilho extraordinário á peça .

Gostei!!!
Não dou a nota máxima por duas razões , que Filipe La Féria me desculpe . Em primeiro lugar porque tive que passar parte do espectáculo a traduzir para a minha filha e para a minha sogra o que o placard electrónico colocado por cima do palco dizia insistentemente só em inglês ( anúnciava em que ponto da cena é que nos encontrava-mos , entre outros ) . Em segundo lugar pelo facto do chão do palco estar pintado de verde brilhante , não é pelo verde mas sim pelo brilhante , pois sempre que os projectores incidiam sobre os actores projectava as sombras dos mesmos de cabeça para baixo no cenário posterior tirando a beleza do mesmo .

Por isso meus amigos se tiverem tempo e tempo$ (não esquecer que estamos em tempo de vacas anorexas ). Não hesitem , vão até ao Politeama e deliciem-se com este agradável espectáculo .
.
Até á vista.

***********************************************************

.

-  Edição de 01 dezembro, 2006 -

 

« Alguns apelidos e alcunhas das gentes da minha aldeia. »

.
.


.É do domínio comum, que as culturas tradicionais são muito ricas , nos mais variados aspectos da sua existência . Ele é o trajar, a gastronomia , as danças e os cantares , as pronúncias ... etc, ou seja é a típicidade que cada uma delas apresenta que as torna numa uma beleza invulgar ( isto é amplamente sabido ). Na qual , tomam palanque evidênciado o " Mirandês " ( com notável implantação na sua região sendo por direito próprio uma lingua de estudo ) , o " Barranquenho " que se apresenta como um micro típico por Excelência e muitas outras por essas covas e cabeços ...
E portanto , é com toda a naturalidade que o ser humano é admitido como fonte iniquivoca de todas estas tradições e variantes . Tendo portanto uma forma própria de ser e estar . Denotando-se como exemplo na forma especifica como se bradam ( chamam ) . Sendo por isso vulgar apelidarem-se , dando-se importancia á forma directa de se destinguirem , utilizando nomes invulgares e engraçados ou os próprios apelidos se estiverem nestes dois conjuntos .
Na aldeia com a qual me identifico (que se situa-se na zona do Baixo Alentejo central ) não é excepção , tal como nas povoações vizinhas também assim o é . Este tipo de identificação , benificia o contacto entre as pessoas , não deixando duvidas sobre quem se chama , menciona ou destingue . O que facilita a comunicação . Aqui menciono uma acção como exemplo : quando o " apregoador " apregoava algo que alguém perdia ; ( Quem perdeu , uma gadanha no alto da santinha , vá á do " Rabancha " ) . Antónios , Marias e Joaquins á muitos , mas " Rabanchas " deve haver muito poucos ..
Pois aqui fica uma lista com alguns nomes das gentes da minha aldeia .
Muitos deles já não estão entre nós , mas outros estão cá e bem vivos , a todos eles , a minha simbólica homenagem ..

..........Bajaca , Mata homens , Corvo , Almeirão , Pernincha , Zorra , Pote , Sopas , Pata larga , Belabagem , Vinagre , Picha d'açucar , Parte panelas , Duro , Pipe , Carraça , Diabêta , Pardagaia , Belgas , Cardeira , Rôla , Capas , Meia , Maçuda , Catorze , Rata ; Bito , Calhau , Pataco , Arvanas , Varandas , Caindinho , Bacelo , Checo , Caramelo , Cabeçinhas , Toi , Saloio , Zéfa , Gadanha ; Cabaça , Sete e meio , Cu , Tuli , Justo , Candeias , Caetana batata ; Serralheira , Ovelha , Barafuso , Guéli , Ministro , Preto , Escalhinho , Bárdion , Cerejo , Borlinha , Cáluta , Chóchaute , Cântara , Espanta , Flóque , Algarvio , Albardeiro , Mudo , Chorinha , Saroido , Galvão , Prazeres , Zézana , Aldeia , Péleve , Espernica , Tónica , Badéi , Báubáu , Foge delas etc .... ........................................
......
Adição de relação de "Apelidos " colocada por um anónimo , na secção dos comentários .
Ao qual agradeço o acto e a disponibilidade .

.Basófias , Peitinhos D'Aço , Mal Vestido , Mal Criado , Lila , Ginginha , Pézudo , Vaquinhas , Jano , Conhé , Sargento Barriga , Raínho , Pelado , Cagadinho , Mona , Chibato ou Chibinho ( para os amigos ) .

Amigo anónimo estou-lhe profundamente grato , mais uma vez ( Quem será o magano ?) .

O segundo comentário do amigo anónimo na integra :.

" Bem, aqui vão mais uns para a colecção: Boneca; Xarro; Xarrinho; Gadanha; Cucu; Missa; Tarrinca; Papa Batatas; Santinho da Cana Verde; Belgas; Sevilha; Bufa; Pulga; Veredas; Patinha D'Arame; Barrelinha; Pata Água; Escurripa; Salta; Grogorina; Lagarto; Labuza; Pern'á Roda; Papa Xixa; Bogango; Foguete; Pentieiro; Tintin; Jeneto; Sombrinha; Nove; Baldurega; Lenterta; Gazalha; Miau; Barrigana; Miguelão; Mau Modo; Belicias; Estreque; Fofas; Pézinho; Pardagaia; Bife; Gingarete; Zorra; Cantra; Leli; Lelica; Balonas; Latambas.Alguns destes nem eu os conheci, mas foram-me ditos por uma pessoa mais velha que me garantiu a sua veracidade e até me disse quem eram os pais, os filhos, etc.!Se aparecerem mais volto a colocar aqui !Um Abraço! "
.
.
.....Espero que gostem , até á vista .

***********************************************************

.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?